sexta-feira, 20 de julho de 2007

Anônima

Esses dias, uma pessoa escreveu um comentário pra Bacante e preferiu postar como anônimo. Era um negócio meio agressivo, por si só, mas a mim o que mais agrediu foi quando o anônimo disse, perguntando-se quem eu era pra escrever sobre teatro, que eu era só uma estudante de jornalismo da Cásper Líbero.
Não. Não sou isso. Faço isso. E nem é sempre. E nem é o que eu mais gosto de fazer.
A gente é muito mais completo do que a gente quer mostrar e do que os outros querem saber. Freqüentemente, a gente se limita a nome, idade, profissão, pra dizer o que somos. Que pequeno...
Enfim, às vezes eu queria mesmo ser anônima e não fazer nada... só pra ver se o "quem sou" se tornaria algo mais profundo sem essa premissas superficiais.